BLOG


Novas ferramentas para criptografia em nuvens facilitam classificação e proteção de dados críticos

Nos dias 15 e 16 de maio, a First Tech levou à feira Cards Future Payment 2018, as soluções de Payment & Data Security. 

A First Tech, especializada em segurança de dados, apresentou na Cards 2018 as atualizações da solução Vormetric Transparent Encription, que a partir deste trimestre passa a incluir extensões para as plataformas AWS S3, da Amazon; Azure Files, da Microsoft e Google Cloud Storage. Junto a essas integrações, as funcionalidades de gerenciamento de chaves criptográficas do Vormetric Data Security Manager estão agora também certificadas para as plataformas de virtualização de servidores e de armazenamento da VMware. Na prática, as companhias usuárias de serviços em nuvem mantêm o controle de suas próprias chaves criptográficas (BYOK).

A solução da First Tech, principal parceira da Thales Security na América Latina, provê proteção de dados críticos a ataques de invasores ou ameaças internas, inclusive de usuários privilegiados, para qualquer tipo de arquivo ou base de dados, armazenados em dispositivos físicos ou virtuais em qualquer lugar. “A partir das facilidades da classificação de dados e do gerenciamento centralizado de chaves, apenas os usuários autorizados conseguem ver as informações. Mesmo os administradores de sistemas, on premise ou em nuvem, não têm como decriptar informações financeiras, pessoais, propriedade intelectual ou qualquer outro dado crítico. Isso previne tanto ameaças internas quanto malware avançado, que costuma usar dos direitos de administrador para violações”, explica o gerente de desenvolvimento de negócios da First Tech, Luiz Fernando Cunha.

A solução Vormetric Transparent Encription proporciona uma forma simples, abrangente e efetiva de proteger o dado em si, independente da segurança dos ambientes em que é armazenado e trafegado. Para usufruir desse nível de segurança, flexibilidade e escalabilidade não é necessária qualquer mudança nas aplicações ou nas bases de dados.

Nas demonstrações, os visitantes puderam comprovar a simplicidade para a classificação de dados, com ferramentas que permitem configurar as regras de acesso por registro. “Essa granularidade acelera o cumprimento das políticas de segurança e compliance, com uma abordagem centrada na proteção do dado em si, qualquer que seja a infraestrutura”, observa Cunha.