Pix: a nova transação e os novos golpes

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Pix a nova transação e os novos golpes

A Tecnologia vem conquistando e mudando de forma exponencial a forma com que vivemos há muito tempo; ela está no segmento de pagamentos bem antes do Banco Central anunciar o PIX. Precisamos falar da transformação digital das empresas e a forma como adquirimos bens, serviços e realizamos pagamentos “sem fricção”.

Consistindo em um novo meio de realizar pagamentos e transferência de valores, o Pix está em funcionamento desde o dia 16 de novembro de 2020. Entre outras coisas, essa nova modalidade permite que sejam feitas transferências de forma instantânea, permitindo até mesmo o pagamento a estabelecimentos, dadas as suas facilidades.

E, por oferecê-las, o Pix pode facilitar as transferências entre pessoas, empresas e governo para recolhimento de impostos e taxas.No entanto, apesar de oferecer tantas alternativas que agilizam processos que antes eram demorados, essa nova modalidade de pagamento também está sujeita a ação de golpistas. Dessa forma, é melhor ficar atento.

Golpes e Fraudes no Pix

Motivado pelo seu sucesso, o sistema de pagamentos já havia movimentado 150,3 bilhões de reais até dezembro; com muitas pessoas utilizando, os golpes aumentam: por ser um recurso automático praticamente instantâneo. A TED também é um recurso automático da mesma categoria, a diferença é o tempo de processamento e horário de funcionamento. Com isso, é possível que não haja tempo para que seja feito um cancelamento. E é exatamente essa vulnerabilidade que pode incentivar a ação de golpistas.

Um dos golpes que está sendo observado é o de que pessoas desonestas estão se utilizando de anúncios de cadastramento falsos do Pix para coletar os dados bancários e pessoais tais como senhas de conta bancária, números de telefone e até CPF. Esse golpe começa com o roubo de dados e acaba com fraudes após a venda e utilização destas informações.

E no que se refere a atitudes fraudulentas, um atual relatório publicado pela Kaspersky indica que os brasileiros estão entre as principais vítimas de golpistas. De acordo com a empresa de cibersegurança, 13% de internautas brasileiros acessaram, no intervalo de dois meses, ao menos um link que direcionava a endereços suspeitos.

Mas como posso me prevenir?

Por tudo isso, é importante saber como evitar a ação de golpistas. E as atitudes para se prevenir são bastante simples. Uma delas é ter uma segunda forma de autenticação tanto no celular quanto no aplicativo do banco.

Além da senha, o recomendado é que se tenha verificação facial ou digital.

Redobrar, portanto, o cuidado no momento do cadastramento e realizá-lo somente no site ou aplicativo da instituição financeira em que houver uma conta aberta, é uma recomendação importante.

E nesse aspecto, uma dica está relacionada às URLs das páginas da internet; isto é, se não for um endereço confiável, não acessá-lo é primordial. Além de não clicar em links enviados por email ou mensagens de texto SMS. Entrar diretamente no site do banco digitando corretamente o endereço da URL.

Para não ser mais uma vítima de golpistas, o recomendável também é se atentar às políticas de segurança dos bancos antes mesmo de realizar o cadastramento da chave de segurança. A chave de segurança é equivalente ao seu número de conta para executar as transações. Verifique também sempre os dados para quem está realizando uma operação, como nome, dígitos do CPF ou telefone.

Apesar de facilitar o sistema de pagamentos, o Pix já virou alvo de pessoas fraudulentas. Mas as dicas elencadas anteriormente mostram que é simples e fácil se prevenir da ação dos golpistas. O mais importante é ter atenção em todos os procedimentos feitos. Ser atento evita de maneira efetiva as atitudes desonestas.

First Tech: proteção completa às transações de sua empresa

A First Tech possui 25 anos de experiência no mercado de tecnologia da informação, oferecendo soluções que garantem a criptografia com total segurança para empresas de diversos portes.

E, para proteger as suas transações financeiras, fornecemos soluções robustas com tecnologia de HSM, que protege os dados das transações financeiras e garante a conformidade com regulamentações do setor como PCI.

Além dele, temos outras soluções de HSM para proteger suas aplicações e garantir toda a segurança no processamento.

Mostrando a força da First Tech, há ainda o HoP – HSM off Premises, que é um mix de produtos e serviços que fornecem segurança e criptografia para processamento de transações e mensagens seguras.

Quer saber mais sobre segurança de transações para seus negócios? Fale com a gente!

Veja também