Aumento do uso de apps na nuvem por empresas: como fica a segurança dos dados?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Aumento do uso de apps na nuvem por empresas: como fica a segurança dos dados?

Temos visto a transformação digital impulsionando negócios em todos os setores, e para alguns nichos ou setores, isso é imprescindível.

Sabemos que o significado de transformação digital envolve melhorias no alcance, no desempenho e nos resultados empresariais.

A transformação digital significa colocar a tecnologia no centro da estratégia, e é algo que demanda investimento de tempo e dinheiro.

Vejamos alguns dados que evidenciam a transformação digital.

Dados que evidenciam a transformação digital

Durante o período pandêmico, esta constância na transformação digital aumentou ainda mais.

Segundo o Índice de Transformação Digital da Dell Technologies 2020, cerca de 87,5% das empresas instaladas no Brasil realizaram alguma iniciativa voltada à transformação digital, o número ficou acima da média mundial, que é de 80%.

Porém, a adesão em massa ao mundo digital, pode fazer com que exista um grande armazenamento e compartilhamento de informações em nuvem, muitas vezes são dados sensíveis. Para uma empresa empresa, ter dados de clientes vazados, o prejuízo pode ser grande.

O crescimento de uso de apps em nuvem

Hoje por uma tendência, as empresas desenvolvem suas aplicações e hospedam os dados em nuvem para garantir maior flexibilidade e até redução de custos. Porém, tudo isso necessita de segurança adequada.

A computação em nuvem é a tecnologia que possibilita à empresa o armazenamento completo ou parcial de suas informações, ou seja, permite que todos os dados sejam armazenados em servidores online.

A nuvem permite que as aplicações tenham maior independência e desempenho, além de permitir também o armazenamento, edição, compartilhamento e exclusão de arquivos, além de documentos, fotos, vídeos, contatos e outros.

A principal vantagem fica por conta da redução de custos operacionais e alta disponibilidade.

Nos últimos anos, o uso de sistemas em nuvem aumentou, e o Gartner, que é uma empresa especializada no assunto, previu um crescimento mundial em 18% de gastos com Nuvem Pública em 2021.

Uso de apps na nuvem cresce 20% e aumenta riscos de segurança

O uso de apps na nuvem aumentou 20% durante 2020. É o que aponta o relatório “Cloud with a chance of Malice”, de fevereiro de 2021, feito por uma empresa de segurança.

Isso chama a atenção de cibercriminosos, o que aumenta o risco com relação à segurança das empresas. Segundo dados do relatório, 61% dos malwares são entregues via cloud.

Os apps na nuvem são alvo de 36% de todas as campanhas de phishing analisadas, além disso, todas têm como objetivo o roubo de credenciais de aplicativos na nuvem.

O relatório aponta aumento de 58% no uso de documentos do Office em ataques maliciosos – incluindo ataques ransomware, e esses arquivos respondem por 27% de todos downloads de malware.

Outro apontamento é que a grande maioria dos usuários (83%) utiliza aplicativos pessoais dentro das corporações, o que aumenta consideravelmente o risco de golpes e vazamento de dados de forma não intencional.

Como proteger dados na nuvem contra ataques de ransomware e vazamento de dados?

Proteger os dados, independente do local onde estejam armazenados é uma necessidade.

O uso de soluções que protejam com criptografia é uma boa recomendação, ainda mais se essa solução for capaz de proteger os dados que estão na nuvem, evitando casos de vazamentos e também ataques de ransomware, um tipo de malware utilizado para bloqueio e sequestro de dados.

Com uso de soluções para proteção de dados é possível ajudar a empresa a estar em conformidade com a LGPD.

Esperamos que você tenha compreendido um pouco mais sobre a importância da proteção de dados em nuvem.

Você pode falar com nosso time se desejar saber mais.

Até a próxima.


Veja também