Qual é a importância do SOC para prevenção de ataques cibernéticos?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
SOC: o que é, como funciona e qual sua importância na prevenção de ataques?

O SOC – Security Operation Center é uma estrutura centralizada que compreende todos os componentes de segurança e gestão de vulnerabilidades do ambiente de TI.

Sua missão é prover a aplicação de políticas de segurança de forma ubíqua em toda a infraestrutura, abrangendo os ativos de software, dispositivos físicos, canais de conexão e condutas humanas no ambiente.

Através do SOC, as organizações conseguem uma retaguarda coesa e proativa no monitoramento e tratamento de eventos críticos na rede e no workflow, garantido a previsão, detecção, prontidão defensiva e a resposta imediata a incidentes.

Como funciona um SOC – Security Operation Center?

Em sua composição, o SOC concentra de maneira orquestrada todo o arsenal de detecção e proteção em nível cibernético ou de ameaças internas sob o comando de equipes de especialistas em gerenciamento de segurança.

Analistas de segurança, cientistas de dados e especialistas em ataque e respostas a incidentes (os “red hats”, ou “hackers éticos”) utilizam ferramentas avançadas para fazer o mapeamento detalhado dos pontos de risco sistêmico relacionados ao workflow e à lógica do negócio, criando assim o mapa de vulnerabilidades que precisam ser estancadas ou acompanhadas em regime non-stop.

Em um processo de melhoria contínua, os incidentes e as ameaças são catalogados, classificados, documentados, periciados e absorvidos como casos de uso para aumentar a maturidade do SOC. Os hackers internos também realizam simulações constantes de ataques, através de testes de penetração, ou invasões controladas, em que são detectados os pontos fracos da arquitetura, dos dispositivos, dos itens de segurança e dos usuários.

Como funcionam os ataques cibernéticos?

As ameaças atuais são direcionadas por hackers que dispõem de inteligência artificial, engenharia social, exércitos de máquinas zumbis, e grandes disponibilidades de artefatos de ataque, oferecidos em lojas virtuais do crime, para a compra ou locação na Deep Web.

Já os ataques lastreados em “worms”, atuam como códigos inertes, de forma autônoma e invisível, 24/7. Sem um direcionamento específico, eles são lançados no ambiente da rede global, se espalham e fazem aleatoriamente a exploração de brechas nos sistemas conectados à web, tornando-se um vetor de transporte e inoculação de malwares e outras ameaças ativas.

Estes agentes maliciosos executam vários tipos de ataques de sabotagem político-social ou com fins lucrativos, como ransomware, roubo de senhas, violação de dados valiosos, sabotagem e ataques de negação de serviço.

Como o SOC pode prevenir ataques cibernéticos?

Soluções de gerenciamento assíncrono, como Firewall, Antivírus e IDS/IPS, vistos de forma isolada, dificultam a visão holística das brechas e das ameaças, oneram os recursos de gerenciamento e dificultam o trabalho das equipes de TI, que perdem o foco dos negócios para se dedicar à incessante exigência de manutenção desses componentes.

Com o emprego do SOC, as empresas conseguem estabelecer orçamentos fixos de segurança com base em contratos de SLA e ficam dispensadas da difícil tarefa de contratar mão de obra especializada e muito pouco disponível na praça.

A retaguarda robusta criada pelo SOC leva tranquilidade para a abordagem de TI orientada a negócios, liberando a criatividade da equipe, agilizando o tempo de ativação de aplicações de negócios e mitigando a ocorrência de downtime.

Esta tranquilidade inclui a certeza de aplicação automática e rastreável das exigências regulatórias, o que aumenta a segurança jurídica e fortalece a reputação da marca.

São, portanto, muitos e mensuráveis os benefícios a justificar o investimento numa estrutura especializada e multidisciplinar de SOC como serviço, cujo custo de propriedade, no modelo convencional, é praticamente inviável.

Ter um serviço de SOC sempre disponível é uma boa alternativa para evitar ataques cibernéticos?

A contratação de um Security Operation Center deve levar em consideração aspectos que vão da estrutura física de seu data center, incluindo segurança física, contingência elétrica, recovery e redundância, até as credenciais de certificação das equipes de monitoramento, análise, respostas, auditoria e investigação forense.

A First Tech oferece como serviço o SOC, é o First Protection Center, que é powered by Fortinet e garante acesso imediato a equipe especializada, operando com estrutura SIEM (Security Information and Event Management) da Fortinet (FortiSIEM), solução agnóstica e respeitada no mercado e reconhecida como líder no Gartner.

A atuação diuturna e ininterrupta dessa estrutura atende a complexos tipos de operações em setores financeiro, governo, utilities, acadêmico, varejo, hospitalar, logístico, manufatura e comércio. Isto garante uma experiência diversificada, em constante movimento, que retroalimenta as bases de conhecimento do SOC.

Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado a entender uma pouco mais sobre como reduzir os riscos de ataques cibernéticos em seu negócio.

Veja mais sobre como um SOC – Security Operation Center para monitoramento, detecção e reação a incidentes de cibersegurança pode evitar os ataques cibernéticos.

Um abraço e até a próxima!

Tokenização de Bandeira

Veja também

Tokenização de Bandeira