O que você precisa saber sobre a LGPD, além da proteção de dados e conformidade

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
O que você precisa saber sobre a LGPD, além da proteção de dados e conformidade

Quando se fala em LGPD, duas preocupações vêm à mente: proteção de dados e as sanções que podem ser aplicadas.

A agência de proteção de dados da França, por exemplo, multou o Google em 50 milhões de euros (cerca de R$ 213 milhões) por violação da GDPR (General Data Protection Regulation), que regulamenta o uso de dados na União Europeia.

O órgão regulador do país alegou que o Google não é transparente e claro ao informar os usuários como os dados pessoais são coletados em seus serviços, incluindo o YouTube, o Maps e o mecanismo de busca, tudo visando a apresentação de anúncios publicitários personalizados.

E a LGPD é inspirada na GDPR, que obriga empresas do mundo inteiro com sede, filial ou até mesmo representação em território europeu a promover mudanças nos procedimentos de tratamento de dados pessoais.

Há algum tempo, inclusive, as multas relacionadas à proteção de dados vêm ganhando manchetes. O Google foi multado nos EUA em US$ 22,5 milhões por invasão de privacidade.

A Itália multou o Facebook em dez milhões de euros por vender dados de usuários.  No mesmo ano, a rede social também foi multada no Reino Unido, desta vez por violação.

Na ocasião, o vazamento deixou vulneráveis informações de 87 milhões de usuários da rede social para uso da Cambridge Analytica, consultoria política que atuou na campanha de Donald Trump à presidência dos EUA.

Dois dias após a publicação do escândalo, o valor do Facebook encolheu US$ 35 bilhões (ou aproximadamente R$ 115,5 bilhões) na bolsa de valores de tecnologia dos EUA.

Nesse ponto podemos começar a ampliar o assunto LGPD: com quais valores sua empresa realmente se preocupa? E que imagem quer que as pessoas e o mercado tenham dela?

É preciso implementar uma cultura de proteção de dados nas empresas

Toda ação que envolve custo exige um bom motivo. A maioria das empresas está ciente de que, com a LGPD, precisará de uma boa solução de proteção de dados. Mas poucas agem efetivamente.

Muitas dão andamento a outros projetos que consideram prioritários, por considerarem que a proteção de dados atual de sua organização é suficiente. Se vier uma multa, ela muda.

No entanto, esperar uma decisão judicial para tomar alguma providência pode trazer prejuízos para além da multa.

Para a Desembargadora Leila Chevtchuk, esse é um momento de mudança de hábitos e de conceitos. “É preciso implementar uma cultura de proteção de dados, valorizando o titular dos dados. Isso se faz com educação, esclarecimento e conhecimento”, observou.

Pois bem, reflitamos. Que princípios sua empresa defende? O quão importante são os seus clientes? Que cuidados vale a pena ter com os dados deles? E mais, com os seus? E de que forma esses cuidados refletem na imagem de sua empresa?

Procurar estar em conformidade com a LGPD mostra maturidade. E recorrer a soluções tecnológicas buscando alternativas significativas no mercado revela que sua empresa está conectada com o que há de mais moderno e seguro para si mesma e para todos que com ela se relacionam. Afinal, buscar uma solução externa para a segurança de dados colocará sua empresa num patamar de atualização constante.

Estar preparado para a circunstância, seja ela qual for, faz parte da gestão de risco de sua empresa. E encontrar uma solução adequada para a proteção de dados é peça fundamental na construção dessa estratégia.

Como proteger dados sensíveis e atender à LGPD?

O assunto ainda é quente e gera muita especulação com relação à Lei Geral de Proteção de Dados, de como de fato é possível proteger os dados e estar em conformidade.

Deve haver uma mudança de pensamento, de cultura e a adoção de um conjunto de medidas para estar em conformidade, mas por momento, vamos falar de apenas uma parte, a solução tecnológica, ela é uma de suas maiores aliadas na adequação a LGPD.

Buscar uma solução tecnológica de preferência que permita ter um gerenciamento e visão unificada de todo o ambiente é fundamental. Varrer o ambiente em busca de dados sensíveis, classificar esses dados, proteger, automatizar os processos no ambiente corporativo é um caminho certeiro para garantir maior segurança.

Aqui no nosso blog, falamos mais sobre a LGPD, fique de olho e acesse nosso E-book!

Esperamos que possa ter aprendido um pouco mais sobre a nova Lei.

Se desejar falar com o nosso time para saber mais, fique à vontade, será um prazer poder falar com você.

Até a próxima.

Veja também