Como melhorar a credibilidade do seu e-commerce?

Como melhorar a credibilidade do seu e-commerce?

Especialmente após a pandemia, os meios de pagamento digitais vêm sendo cada vez mais utilizados. Afinal, o lockdown deu um empurrãozinho para aqueles que nunca tinham transacionado desse jeito e as facilidades, sem dúvidas, caíram no gosto das pessoas. Para se ter uma ideia, a “Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária” mostrou que 77% das 163,3 bilhões de transações de pagamentos realizados em 2022 foram feitas por canais digitais.

Embora estejam mais populares, ainda existem alguns fatores que deixam os compradores receosos quanto aos meios de pagamento digitais. Os golpes, claro, figuram em primeiro lugar no ranking, mas não são os únicos motivos para que a pessoa abandone o carrinho.

Fatores que influenciam as escolhas dos meios de pagamento digitais

A “Pesquisa Meios de Pagamento 2023”, conduzida pela Opinion Box, confirmou algo que muitos já suspeitavam: o enorme crescimento do Pix. De acordo com o levantamento, 80% dos entrevistados utilizaram esse meio de pagamento neste ano, sendo ele o preferido de 64%. Os cartões de crédito e débito completam o pódio, com 59% e 42% da preferência, respectivamente.

Contudo, mesmo o Pix enfrenta resistências. Dentre aqueles que não o utilizaram, a falta de confiança aparece como o principal fator, apontado por 48%. E não é para menos: 52% dos entrevistados relataram já terem sido vítimas de fraude ou tentativas de golpes relacionadas aos meios de pagamento.

Entretanto, aspectos técnicos das transações podem igualmente frear os consumidores. Outra pesquisa, mostrou que a demora para aprovação da compra é um fator de incômodo para as pessoas. O medo de ter seus dados pessoais vazados é também uma possibilidade de criar a desistência no carrinho de compras para 49% dos entrevistados.

O que fazer para gerar mais segurança para o consumidor?

A pesquisa conduzida pela Signifyd apresentou um dado bastante preocupante para os e-commerces. Ao serem perguntados sobre quem consideram responsável por algum problema no pagamento, 59% culpam a loja virtual por ter validado o cartão sem conferir o titular. Ou seja, garantir a segurança do usuário deve ser a prioridade, bem como mitigar os riscos envolvidos nas transações..

Mostre certificados ou selos de segurança e garantia

Priorize a segurança do seu consumidor, mostrando isso a ele! Adicione selos ou certificados relacionados a segurança em seu e-commerce. É importante que um deles seja do tipo SSL, que é facilmente reconhecido pelo usuário por mostrar um cadeado ao lado do endereço URL. Outra ação interessante é exibir selos de garantia emitidos por terceiros. Um dos mais populares no Brasil é o Ebit, que atesta a confiabilidade das lojas virtuais.

Solicite apenas os dados necessários

Segundo a pesquisa da Signifyd que comentamos anteriormente, poder realizar compras em poucos passos é o desejo de 22% dos entrevistados. Ou seja, quanto antes eles conseguirem concluir a transação, melhor. Por isso, peça a ele apenas os dados que você precisa. Essa é, inclusive, uma das normas contidas na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), a qual, no artigo 10, dispõe que “quando o tratamento for baseado no legítimo interesse do controlador (quem está coletando a informação), somente os dados pessoais estritamente necessários para a finalidade pretendida poderão ser tratados”. Portanto, nada de prolongar o preenchimento dos formulários.

Invista em tokenização para transações de pagamento

No que depender das tecnologias disponíveis para os meios de pagamento digitais, as transações serão praticamente invioláveis. É claro que, eventualmente, as ameaças irão surgir, mas os sistemas de defesa estarão bem preparados. De forma resumida, a tokenização de bandeira (Network Token, ou token de bandeira), transforma diversos fatores envolvidos na transação de pagamento em um token, emitida por uma bandeira. Este processo ocorre de forma rápida e segura, além de otimizar toda a experiência do comprador com o e-commerce.

O Network Token é, inclusive, uma tendência a substituir as atuais credenciais de pagamento existentes. De acordo com o relatório “Tokenização de pagamento: principais oportunidades, análise de segmentos e previsões de mercado 2022-2027”, até 2026, o número total de transações de pagamentos tokenizados excederá US$ 1 trilhão globalmente.

Leia também: “Os benefícios da tokenização de bandeira”.

Fale agora mesmo com o time da First Tech sobre implementar a tokenização de bandeira em seu e-commerce.

Tokenização de Bandeira