Redes corporativas: a urgente necessidade de rever esta solução

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Redes corporativas: a urgente necessidade de rever esta solução

Suspensão de voos para o exterior, fronteiras sendo fechadas e tensão nas empresas diante de uma economia instável e de riscos à saúde dos colaboradores. Fazia mais de 10 anos que o planeta não passava por uma pandemia; e como as informações genéticas do coronavírus mudam o tempo todo, a criação de vacina torna-se mais morosa, o que faz o assunto permanecer entre nós.

Diante do excesso de informações, com mudança em programas nacionais, a inquietação aumenta tanto que, por vezes, fica difícil pensar em soluções para os problemas. Por outro lado, talvez seja justamente o momento de avaliar os recursos utilizados e verificar o quanto eles colaboram com a permanência de seu negócio.

Hoje, a segurança de uma rede corporativa é fundamental em qualquer negócio. A informação circula rapidamente, permitindo não só a fluência do trabalho, mas a confluência com os princípios da empresa. Analisar sua rede corporativa pode ajudá-lo a compreender a infraestrutura empresarial e verificar se há pontos de falha ou que poderiam ser melhorados.

A análise de redes corporativas é feita para entender a infraestrutura empresarial. A partir dela, determinam-se soluções e recursos para potencializá-la e garantir sua segurança, o melhor desempenho e experiência do usuário. Tendo em mente esse objetivo, a análise tem muitas vantagens.

Assegurar eficiência na interligação de redes é uma delas. Para tanto, é importante que a rede corporativa cumpra alguns requisitos, como disponibilidade, estabilidade, velocidade, integridade e escalabilidade. Tudo isso fará diferença na prática.

Tão importante quanto é a gestão de funcionalidades, como controle dos usuários, performance e quantidade de tráfego entre redes. A análise da rede corporativa revela os pontos fracos para que seja possível atuar neles; e se feita por profissional especializado, ainda indicará as melhores soluções.

Redes corporativas – acesso remoto

A boa notícia é que a análise pode ser realizada em qualquer segmento de mercado e independentemente do tamanho da empresa; isso porque uma boa infraestrutura de rede é ponto diferencial de competitividade no mercado já em condições normais de temperatura e pressão; que dirá em tempos de pandemia, onde o acesso, muitas vezes, tem que ser remoto.

E aqui vem um segundo ponto importante. Se realizada com base em um planejamento, a análise de rede corporativa permitirá a definição de requisitos particulares e customizados. A solução inclui projeto, manutenção, implementação e gerenciamento de redes.

No mundo dos negócios, é importante pensar em projetos de rede com o melhor ROI. Para isso é necessário verificar se as tecnologias são de ponta e alinhadas com os objetivos do negócio e com as necessidades de cada ambiente.

Tecnologia de ponta

As tendências tecnológicas recentes emergem em velocidade gritante e seus colaboradores têm acesso a elas. E vão cobrá-lo. O ambiente corporativo é exigente. E se não nos movermos em direção a essas tecnologias, corremos o risco de ficar à margem.

Basta pensar naqueles colaboradores mais jovens e já tão bem informados tecnologicamente. Eles estarão entre os que irão reivindicar a implementação de uma nova tecnologia e irão alertá-lo sobre a importância do ambiente seguro; para os dados e, mais fortemente, para as pessoas.

Daí a necessidade – ou urgência – de se usar tecnologias de ponta e em linha com os objetivos do negócio e com as necessidades do ambiente. Há que se verificar, portanto, se a solução em uso é a mais adequada, se existem soluções novas ou diferentes e também se há outros meios para efetivação do serviço.

Controles centralizados e ativos integrados não só facilitam a implantação e a manutenção do ambiente como reduzem os custos operacionais, pois a difusão de conhecimento é mais ampla e acessível.

E esse é outro ponto importante: o custo. Muitas vezes, deixamos de pensar numa solução nova ou diferente pelo elevado custo que imaginamos que ela tenha. Mas atualmente, as possibilidades são tamanhas, que vale a pena informar-se melhor e realizar um estudo para avaliar a viabilidade da execução. Há caminhos em que o ROI não se demora.

Por ser baseada em um planejamento, a análise de rede corporativa consegue definir medidas para garantir que a estrutura de TI funcione corretamente, com todos os recursos necessários para uso de dados em diferentes setores de empresas, armazenamento e gestão, acesso à internet etc.

O barato sai caro

É fato que redes de baixo custo e baixo desempenho prejudicam a capacidade do departamento de TI e, por vezes, a produtividade em geral, onerando também o negócio. É o tão conhecido “barato que sai caro”.

Em tempos de informação à velocidade da luz e de novas tecnologias despontando a todo momento, é imperioso olharmos para frente porque no horizonte – e mais acessível do que se imagina – existem soluções empresariais que oferecem proteção ao investimento e inovações que respondem às necessidades da empresa e dos usuários finais nos próximos anos.

Recomendamos a leitura do artigo: SD-WAN, facilidade e segurança no gerenciamento de redes WAN.

Uso de SD-WAN para empresas com diversas filiais

A implementação de uma rede segura com SD-WAN para empresas com várias filiais é um recurso disponibilizado com segurança integrada ao Fortigate da Fortinet. A solução permite flexibilidade, visualização das aplicações, segurança de dados e segurança aprimorada do usuário, controle sobre a infraestrutura, maior desempenho e outros benefícios.

Para saber mais informações sobre outras soluções tecnológicas para a segurança da rede WAN em sua empresa, entre em contato com nosso time de especialistas, teremos o prazer em atendê-lo e oferecer o melhor, afinal, soluções em tecnologia da informação é nossa especialidade.

A First Tech é uma empresa brasileira, está há 26 anos no mercado, entregando segurança e conectividade para a continuidade das empresas, além de outras soluções e serviços que envolvem projetos de infraestrutura de cibersegurança, comunicação empresarial, colaboração, HSM de pagamento e proteção de dados.

Veja também