Saiba como evitar o vazamento de dados sensíveis.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Saiba como evitar o vazamento de dados sensíveis

A segurança com relação a dados, sejam eles provindos de pessoas, empresas, organizações não governamentais ou associações, é um fator que assegura a reputação de uma empresa. Por isso, ter controle de cada informação coletada e tratada é de suma importância.

Em dezembro de 2020, hackers conseguiram acessar dados referentes à vacina contra a COVID-19, mais precisamente aquela produzida através da união entre Pfizer e BioNtech. A somatória de informações acessadas atinge a marca de 55 documentos, entre eles, e-mails e apresentações de Powerpoint.

Sabendo que nem mesmo grandes empresas estão isentas do ataque de cibercriminosos, é importante que gestores de TI, equipes de segurança, os diretores de segurança da informação, os CISOS dentro dos ambientes corporativos saibam que medidas podem tomar para garantir a inviolabilidade e integridade dos dados.

O que são dados pessoais?

Dado pessoal é toda informação relacionada a pessoa natural identificada ou identificável.

Atribui-se especificamente por apontamento a um identificador, que pode ser um nome, um número de identificação, dados de localização, identificadores eletrônicos ou outros elementos específicos relacionados a essa pessoa natural.

O conceito de dado pessoal é amplo, pode identificar uma pessoa natural como nome, CPF, quanto informações a ela relacionadas, de diversas naturezas.

O que são dados pessoais sensíveis?

Dados sensíveis é sobre origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico, quando vinculado a uma pessoa natural.

O conceito de dado pessoal sensível em razão de sua especialidade e das diversas restrições impostas ao seu tratamento é taxativo.

Como evitar o vazamento de dados sensíveis?

De início, é bastante importante fazer um levantamento de quantos, quais são e onde estão guardados os dados. Sabendo destas informações, aí sim se inicia um planejamento para a proteção destes dados.

Antes de saber qual é a dica principal e que deve sim estar no seu planejamento de proteção, é necessário saber também quais são os tipos existentes de dados.

  • Dados estruturados: são aqueles organizados e representados com uma estrutura rígida, a qual foi previamente planejada para armazená-los, por exemplo um banco de dados, que é a representação mais típica e comum de dados estruturados;
  • Dados não estruturados: possuem uma estrutura totalmente oposta dos dados estruturados, sendo flexíveis e dinâmicos ou, até mesmo, sem qualquer estrutura, como imagens ou gráficos por exemplo;
  • Dados em repouso: são aqueles que estão armazenados em algum lugar: num dispositivo móvel, num laptop, num servidor ou num drive externo, por exemplo. Quando os dados estão em repouso, eles não estão sendo movimentados de um lugar para o outro.
  • Dados em trânsito: são aqueles que são transmitidos através da rede de comunicação, seja ela interna ou externa, conectando diversos dispositivos como câmeras, links de comunicação entre sites, processo de replicação de bases de dados e outros.

Para todos eles, existem opções para a proteção, porém, sabemos que por conta da transformação constante da tecnologia, os cibercriminosos fazem uso de sistemas de invasão estão cada vez mais eficientes, fazendo com que, mesmo com um alto nível de segurança, as invasões não consigam ser evitadas, como os casos de Ransomware e Phishing, que são os tipos de invasões mais comuns atualmente.

Criptografia para proteção de dados.

Muito provavelmente, você já ouviu sobre essa palavra, muito comum ser usada para proteção de dados.

De maneira simples, acontece o mesmo que nos tempos antigos, onde mensagens muito importantes não poderiam ser vistas por qualquer pessoa, apenas o remetente e o destinatário. Por isso, quem enviava fazia, através de um processo matemático, a criptografia da mensagem, sendo ilegível para quem não poderia recebê-la.

Este processo foi automatizado e, hoje, temos tecnologia que pode fazer isso por nós. Na proteção dos dados, a criptografia acaba por ser uma das melhores soluções, pois se não conseguimos impedir completamente as invasões, podemos deixar as informações ilegíveis para quem as acessou ou roubou, logo, dificultando ou impossibilitando de serem vazadas.

Como evitar vazamento de dados sensíveis?

Depois de tudo o que estamos vendo acontecer relacionado a vazamento de dados e fraudes praticadas por criminosos, fica claro que a proteção de dados é importante para que não haja prejuízo algum neste aspecto.

Fica claro o desafio dos executivos de segurança da informação, bem como equipes de TI sobre as responsabilidades com a proteção de dados, e inclusive, dados sensíveis alocados em dados estruturados, não estruturados, em repouso ou até em trânsito devem ser considerados.

Assim, podemos dizer e recomendar uma solução para proteção de dados que usa criptografia de forma robusta e segura, capaz de descobrir, proteger e controlar os dados sensíveis em qualquer lugar, é uma alternativa completa, simplificando dessa forma, todos os processos para segurança.

Esperamos que você tenha compreendido um pouco mais sobre a necessidade de proteção para evitar vazamentos de dados em seu negócio. Você pode falar com o nosso time a qualquer momento para tirar dúvidas.

Um abraço e até a próxima!

Tokenização de Bandeira

Veja também

Conheça a trajetória da First Tech

Confira como a First Tech iniciou sua jornada no segmento de tecnologia e ampliou suas possibilidades, gerando oportunidades para centenas de parceiros.

Tokenização de Bandeira