Logo First Tech, soluções de pagamentos

A importância da segurança de e-mail na proteção contra ameaças cibernéticas

Segurança de e-mail

Há um tempo, era fácil reconhecer um e-mail malicioso. Remetentes fora da sua lista de contatos, além de usarem domínios desconhecidos e com mensagens estranhas, eram detalhes que já denunciavam haver algo errado. Acontece que está mais difícil identificar esse tipo de envio. Os cibercriminosos têm aprimorado suas práticas e, hoje em dia, até mesmo alguém com noções básicas de segurança de e-mail pode acabar abrindo a porta para uma invasão. Isso porque ações como o spear phising são direcionadas a um público previamente pesquisado e definido, o que aumenta as chances de sucesso.

Porém, existem outras formas de ataques cibernéticos que acontecem por falta de segurança de e-mail. Ao longo deste artigo você conhecerá as principais e entenderá por que uma das formas de comunicação corporativa mais utilizadas é um alvo tão visado pelos cibercriminosos.

4 ameaças as quais sua empresa se expõe ao ignorar a segurança de e-mail

Segundo o FortiGuard Labs, o Brasil registrou 103,16 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos no ano passado. Esse número representa 16% a mais do que no ano anterior. Entretanto, não é possível mensurar quantas delas tiveram a falta de segurança de e-mail como principal fator, uma vez que são muitas as ameaças cibernéticas que podem ter início na caixa de entrada. Abaixo, listamos os principais:

  1. phishing: além do spear phishingque citamos acima, há também o whaling, ainda mais específico e que tem como foco pessoas importantes dentro de uma organização. Ele ocorre quando o usuário clica em um link e é direcionado a uma página na qual é necessário informar login e senha. A partir disso, fica fácil para os cibercriminosos terem acesso às mensagens e a outras informações sensíveis;
  2. ransonware: consiste em um anexo com um código nocivo que sequestra e codifica os dados de sistemas corporativos. Ao obter sucesso, o infrator danifica os aparelhos, assumindo, inclusive, o controle parcial da operação. Apesar de não haver danos nos itens físicos, ele consegue criptografar, roubar e excluir informações importantes;
  3. invasão de contas: aqui, os cibercriminosos invadem o e-mail de um colaborador e, a partir desse momento, podem começar a disparar e-mails, encaminhar ataques de spam e malware;
  4. fraude: com indícios de legitimidade, os cibercriminosos induzem os departamentos de contabilidade ao erro, como pagamento de guias, na verdade, inexistentes.

Como fortalecer a sua segurança de e-mail

O primeiro passo, como não poderia deixar de ser, é dar uma boa revisada nas senhas utilizadas. Atualizá-las frequentemente é uma ótima estratégia e, para aumentar o grau de proteção, utilize os seguintes critérios:

  • mínimo 2 letras maiúsculas;
  • mínimo 1 letra minúscula;
  • mínimo de 8 caracteres;
  • mínimo 2 símbolos;
  • mínimo 1 número.

A autenticação em duas etapas é outra forma de dar robustez à sua segurança de e-mail. Com ela, os colaboradores precisarão habilitar outro método de reconhecimento, tal qual uma mensagem de texto recebida no celular com um código único de acesso.

Além, claro, de evitar clicar em links ou baixar anexos de remetentes que não sejam 100% confiáveis. Mas sabemos como é difícil controlar as ações realizadas pelos usuários. Por isso, os antivírus são uma arma poderosa quando o assunto é segurança de e-mail. Entretanto, tê-los é apenas uma parte, sendo fundamental mantê-los atualizados.

Por fim, não poderíamos deixar de mencionar a criptografia. Essa ação torna as mensagens ininteligíveis para aqueles de fora da organização. Normalmente, os e-mails criptografados são autenticados, o que dificulta a interceptação por cibercriminosos no caminho entre remetente e destinatário.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a entender a importância da segurança de e-mails. Coloque as dicas que você leu em prática e compartilhe com sua equipe. A informação sobre esse assunto é uma parte essencial para a proteção dos seus dados.

Cibersegurança